Volta por Cima da Experiência Apyus


A instituição Banda Cover existe desde que o rock era música do diabo, lá pelos idos do rock billy boogie. Claro, em menor proporção à época. Eram muito mais derivações dos grandes Buddy Holly, Elvis e outros ídolos daquele início rocker. É que nem sempre o trabalho de uma banda cover ainda sem música autoral deseja a mera imitação ou reprodução pura dos originais. A Experiência Apyus é exemplo incontestável. E o quarto CD do grupo Volta Por Cima – lançado hoje no Budda Pub, a partir das 22h – reafirma o argumento.

Longe da repetição dos mesmos arranjos e timbres, Marlos Apyus e companhia vivenciam experimentações sonoras e apresentam um produto original, mesmo releituras de composições da música nacional e mundial. Ou alguém imagina o encaixe de Preciso Me Encontrar, de Cartola, com Stairway do Heaven, do Led Zeppelin? Ao longo das doze faixas do álbum, outras misturas inusitadas como É, de Gonzaguinha, e Smile, de Chaplin. Também na mesma sopa estão Chico Buarque, Beto Barbosa e Survivor, com Eyes of the Tiger – a trilha clássica de Rock Balboa subindo os degraus da vitória.

Ademais, levante a mão os nascidos em berços de ouro ou laureados com patrocínios precoces que nunca viveram a realidade das bandas covers. É raro. A escolha do repertório adequado à proposta do grupo, o amadurecimento musical, a identidade e o público conquistados pela banda advém dos anos de ralação como banda cover, na maioria das vezes. A Experiência Apyus segue a mesma trilha, com o diferencial das releituras ou reinvenções musicais. Contudo, como afirma o próprio Marlos, “não deixa de ser um trabalho despretencioso. Pela simplicidade com que foi gravado e pela informalidade com que foi registrado”. Melhor ainda, quando a moda é o “photoshop da música” para transformar o grotesco em voz afinada e música qualificada.

Experiência Apyus – Volta Por Cima
Onde: Budda Pub (Ponta Negra)
Data e hora: Hoje, às 22h
Contato: 3219-2328

* Matéria publicada nesta sexta-feira no Diário de Natal (foto de Nicholas Gomes)

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP