Willer aborda Hilda no SescTV

A poetisa, ficcionista e dramaturga Hilda Hilst (1930–2004) escreveu poesias por quase 50 anos, arrebatando diversos prêmios importantes na literatura e na dramaturgia. Destaque também no exterior, a escritora teve muitos de seus textos traduzidos para o inglês, francês, alemão e italiano. Em programa inédito da série Tertúlia – Encontros da Literatura, o poeta, ensaista e tradutor Cláudio Willer se apóia em trechos da obra da poetisa para comentar a criação poética, o gnosticismo, a mística da transgressão e a dualidade que permeiam o trabalho de Hilda. Com direção de Albert Klinke, a atração estreia nesta segunda-feira, 19 de julho, às 21h, no SescTV.

Para traçar um parâmetro do acervo de Hilda Hilst, o poeta Cláudio Willer – formado em ciências sociais e psicologia, com doutorado em ciências comparadas – fala sobre o gnosticismo (movimento religioso que combina misticismo e reflexão filosófica) presente nos escritos da poetisa. Willer pesquisa o dualismo na obra de Hilda, constituído por dois pólos: o “sublime” e o “abjeto”. Para o poeta, nessa composição, a idéia romântica iguala poesia ao conhecimento absoluto. O poeta também comenta a ousadia da escritora ao celebrar a morte em poema e o seu lado mais sombrio revelado em “Obscena Senhora D” (1982).

SERVIÇO
O QUE: programa Tertúlia – Encontros de Literatura
QUEM: Hilda Hilst, por Cláudio Willer
QUANDO: 19/7, às 2Oh
REAPRESENTAÇÕES: 20/7, às 145h; 21/7, às 8h; e 24/7, às 12h
ONDE: Sesc TV

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + quinze =

ao topo