Woody Allen

allenWoody Allen e Larry David no set

ÉPOCA – O senhor fala da existência sem sentido. Mas criou uma obra importante. E continua cheio de ideias. Nada mau, não?

Allen – Não tenho do que reclamar. Sempre tive muita sorte em minha vida, e as coisas funcionaram bem. Estou com 73 anos e, a qualquer minuto, vou ficar mais velho, enfermo e cambalear. Infelizmente, estou sujeito a essas coisas. Mas, para responder a sua pergunta: dentro do contexto dessa nossa soturna existência, tive uma vida boa. É incrível nascer e morar numa cidade tão maravilhosa quanto Nova York, não ter tido grandes problemas de saúde, ter visto meus pais viverem por muitos anos, ter amado mulheres lindas e maravilhosas, que contribuíram enormemente em minha vida, e ter lindos filhos. Mas, lembre-se, eu posso sair desta entrevista e um piano cair sobre mim (risos).

aqui

ao topo